14ª CineOP

Idealizada e realizada pela Universo Produção em edições anuais e consecutivas, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto é uma mostra audiovisual com alcance nacional e internacional que estrutura sua programação em três temáticas de atuação: preservação, história e educação.

Chega a sua 14ª edição em 2019, de 5 a 10 de junho, reafirmando o propósito de ser instrumento de reflexão e luta pela salvaguarda do patrimônio audiovisual brasileiro, em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo. Trata-se de uma proposta inédita no circuito de mostras e festivais do Brasil a enfocar o cinema como patrimônio, a história, memória em interface com o cinema contemporâneo e ações educacionais. Oferece uma programação abrangente e gratuita com homenagens, exibição de filmes brasileiros em pré-estreias, retrospectivas e filmes restaurados (longas, médias e curtas), mostra educação, oficinas, debates,seminário, mostrinha de cinema, sessões cine-escola e atrações artísticas. Realiza anualmente o Encontro Nacional de Arquivos e Acervos Audiovisuais Brasileiros e o Encontro da Educação: Fórum Rede Kino.

TEMA CENTRAL

TERRITÓRIOS REGIONAIS, INQUIETAÇÕES HISTÓRICAS

Um território se define por uma imbricada rede de relações. Na sua primeira apreensão, ele circunscreve um espaço, uma geografia, um terreno com delimitações e fronteiras. Um território também se constitui a partir de relações de identidade e redes de comunicação, um espaço construído por aproximações, pelo compartilhamento de conhecimento, pela construção de identidades e uma ideia de comunidade. Solo, terra, patrimônio histórico, geografia, cultura e política, todos esses fatores compõe a ideia de territorialidade.

A temática central da 14ª CineOP é “Territórios regionais, inquietações históricas”. A ideia surge a partir do questionamento: num país de dimensões continentais, como podemos pensar as particularidades das regiões e dos territórios que compõem o Brasil? Diante da sua dimensão física, social, histórica e humana, as três curadorias da Mostra de Cinema de Ouro Preto se guiaram pela ideia de território -- suas especificidades e as forças propositivas --, para pensarmos novas reflexões sobre a história do cinema, do patrimônio audiovisual e da educação.

A temática tem por perspectiva a formação de territórios, as particularidades dos diferentes espaços do país e a história de afirmação de cada “comunidade”. O cinema, os espaços de circulação de filmes, as trocas e as discussões propiciadas a partir dele também pode ser compreendido como um território com uma história a ser pensada e um presente que urge por afirmações e transformações. O cinema se torna, também, um espaço e uma comunidade, um território que ajuda a dar identidade ao país, ao mesmo tempo, em que pensa sobre suas principais questões e contradições.