13ª CINEOP EXIBE NA MOSTRA EDUCAÇÃO 69 PRODUÇÕES REALIZADAS NO CONTEXTO ESCOLAR

A 13ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto, que acontece de 13 a 18 de junho, na cidade histórica mineira, selecionou 69 curtas produzidos por estudantes, educadores e cineastas no contexto escolar e espaços não-formais de ensino. As produções serão exibidas na Mostra Educação, que integra pelo terceiro ano consecutivo a programação de filmes da CineOP. Em 2018, a Mostra Educação homenageia a escola, especialmente a pública, seus cotidianos e quem a habita.

Consideramos que a escola pública está ameaçada de extinção. O sucateamento, com o público acentuado nesses últimos anos, não tem poupado as instituições de ensino, que, alvo de críticas, vivem em crescente processo de desqualificação e acusação de obsolescência, enquanto se enaltecem outros espaços e modelos de aprendizagens”, afirmam a curadora da Temática Educação Adriana Fresquet e o curador assistente Geraldo Pereira.

Nesse sentido, a 13ª CineOP se propõe a ressignificar este espaço, pensando a escola como um local que permita, acima de tudo, a experimentação e a aplicação de novas tecnologias, como forma de favorecer o diálogo e o aprendizado. Prova disso são as produções selecionadas para esta edição do evento.

A elaboração dos filmes foi inspirada no Abecedário da Educação, proposto por Jorge Larrosa, professor de Filosofia da Educação da Universidade de Barcelona e convidado especial desta edição do evento. Os curtas foram locados em uma letra do abecedário e cada letra seguida de uma palavra, constituindo-se de forma colaborativa, o abecedário comemorativo dos 10 anos da Rede Kino. As produções,de até 3 minutos, sobre o tema “Escola: memórias do futuro”, representam oito estados brasileiros - Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo – contribuindo assim para a valorização de aspectos narrativos e culturais de diferentes regiões.

A Mostra Educação pretende dar destaque para processos colaborativos e horizontais, nos quais os estudantes tenham atuado em situações de protagonismo e ocupado efetivamente o lugar de articuladores dos materiais elaborados, filmados e editados. A seleção busca, ainda, fornecer elementos para a criação de um encontro entre distintas práticas pedagógicas ligadas ao audiovisual no ambiente escolar, sendo este o foco do Encontro da Educação: X Fórum da Rede Kino.

De acordo com os curadores, “nos interessa que durante o evento possamos colocar em diálogo especialmente imagens do passado e do presente das escolas, permitindo que dessa relação emerja a sua forma. Esperamos que as imagens nos permitam conhecer, imaginar, desenhar a escola, seus espaços, suas rotinas, seus objetos, as pessoas que a habitam, as ações que lá acontecem. Histórias e estórias simples, quase ocultas, ‘desimportantes’, como diria Manoel de Barros. Queremos que os filmes traduzam visões do que é escolar”, explicam.

Os filmes da Mostra Educação serão divididos em três séries e exibidos em três sessões: Dia 15/06, às 16h30, sessão 1– série 1, no Cine-Teatro do Centro de Convenções; dia 16/06, às 19h15, sessão 2 - série 2, no Cine-Praça; e no dia 18/06, às 12h, sessão 3 –série 3, no Cine-Teatro.

Projetos audiovisuais

Integra ainda a programação da 13ª CineOP a apresentação de 15 projetos audiovisuais educativos comunitários, de sete estados brasileiros: Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo . Os projetos foram divididos em três mesas temáticas a serem realizadas no Centro de Convenções: “O que é uma escola?”, com projetos que buscam reflexões vivas sobre a ideia da escola como tempo livre e espaço público, dia 14/06, às 16h; “Escola, memória e ficção”, com foco na construção da história e da memória da escola, dia 17/06, às 17h30; e “Potência pedagógica das coisas (da escola)”, que abrange projetos orientados para reflexões a partir de objetos, espaços, arquitetura e tempos escolares, dia 18/06, às 09h30.