PROCESSO DE CRIAÇÃO, PESQUISA E OS ARQUIVOS AUDIOVISUAIS

Artista híbrido, Bill Morrison costuma trabalhar na fronteira entre as artes plásticas e o cinema. Suas obras circulam tanto nos espaços de museus e galerias, como em salas de cinema, festivais de filmes e cinematecas. No centro de suas criações encontra-se uma profunda reflexão sobre a história da preservação de filmes. Fragmentos de filmes e suportes em decomposição são a matéria prima de boa parte de suas obras. Podemos dizer que Morrison é uma espécie de arqueólogo-artista ou artista-arqueólogo cujas obras possuem diversas camadas de temporalidade e sentidos. Nesta masterclass teremos a oportunidade de dialogar com Morrison sobre seu processo de criação, suas pesquisas sobre os materiais e sobre sua relação com os arquivos audiovisuais, sobretudo a partir de sua última obra: Dawson City: Tempo Congelado (Dawson City: Frozen Time, EUA, 2016, 120 min.).

 Convidados:

Bill Morrison – diretor, produtor, escritor e editor | EUA

 Mediadora: Ines Aisengart Menezes – curadora Temática Preservação | RJ

Programação

16/06 | sábado - 09h30

Auditório I – 2º andar – Centro de Convenções