FRONTEIRAS DO PATRIMÔNIO AUDIOVISUAL: MALDITOS E OLVIDADOS

O universo audiovisual é composto por obras e documentos dos mais diversos. Porém quando pensamos no patrimônio, ou naquelas obras que são essenciais na construção de uma ideia de identidade nacional, em geral fazemos recortes que costumam excluir grande parte da produção de imagens em movimento do presente e do passado. Seja por seu gênero (erótico), seja por por sua bitola não profissional (8mm, Super 8mm, 9,5mm etc.), seja por ter uma finalidade específica (filmes pedagógicos, de propaganda, institucionais, científicos, etc.), por serem amadores ou mesmo por não se encaixarem, e essas fronteiras repercutem na própria existência de uma grande quantidade de obras e documento. Nesta mesa buscamos destacar um pouco desse patrimônio maldito e olvidado e como, ao menos uma parte dele, vêm sendo conservado e valorizado.

 Convidados:

  • Juçara Palmeira – Arquivista da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz| RJ
  • Fernanda Maranhão – Antropóloga - Museu Paranaense | PR
  • Paola Prestes Penney – Documentarista e doutoranda da ECA-USP| SP
  • Remier Lion – Pesquisador | RJ

Mediadora: Thaís Blank – Professora Adjunta CPDOC/FGV| RJ

Programação

17/06 | domingo - 09h30

Auditório I – 2º andar – Centro de Convenções