FRONTEIRAS ENTRE A INDÚSTRIA, MERCADO E ARQUIVOS – CONTEÚDO, FOMENTO E REGULAÇÃO

A constituição de um mercado para os filmes de patrimônio é uma realidade em diversos países. Esse processo, começando há muitas décadas com a exibição de filmes na televisão e posteriormente com o mercado de vídeo doméstico, foi acentuado nos últimos anos com o advento das tecnologias digitais e com o aumento de uma procura por conteúdos para as grades das televisões a cabo, plataformas de vídeo sob demanda (VOD) etc. Os arquivos, mais uma vez se viram no papel de bancos de conteúdo e reféns de um processo que, na maior parte do tempo, não respeita ou desconhece os procedimentos de conservação e os cuidados inerentes ao trabalho dos arquivos. Ainda, a regulamentação do mercado não considera as particularidades de uma obra não atual, dificultando suas ações de difusão. Uma discussão envolvendo os diferentes agentes da cadeia produtiva do cinema, o poder público e os arquivos é essencial para se construir um processo mais respeitoso com os arquivos e que garanta a preservação do patrimônio audiovisual de nosso país bem como seu amplo acesso.

 Convidados: 

    •    Angélica Coutinho – Superintendente de Desenvolvimento Econômico da Ancine | RJ
    •   Marco Altberg– Associação Brasileira de Produtores Independentes de TV – ABPITV | RJ
    • André Saddy– diretor de conteúdo e comunicação –Canal Brasil | RJ
    • João Batista da Silva - Secretário do Audiovisual | DF

Programação

18/06 | segunda - 15h00

Auditório I – 2º andar – Centro de Convenções