Germano Melo | MG

23 a 26 de junho | quinta a domingo | 14h às 18h

Local: Centro de Artes e Convenções de Ouro Preto

Carga horária: 16h

Vagas: 20

Faixa etária: a partir de 18 anos


CURRÍCULO DO INSTRUTOR

Germano Melo é ator e roteirista. Escreveu o telefilme “O Natal de Rita”, co-produzido pela Globo Filmes; os curtas “Russa”, nominado ao Urso de Ouro no Festival de Berlim/ 2018, e “Vitória”, selecionado para o Festival de Rotterdam (2020), e o longa “A Professora de Francês”, projeto contemplado pelo prêmio Hubert Bals Fund para desenvolvimento de roteiro e vencedor do 9 Brasil CineMundi. Atualmente
desenvolve o roteiro do longa “Norma”. Em 2021 lançou o seu primeiro livro de dramaturgia “Dançando Sobre o Abismo – Trilogia Teatral” pela Editora Javali. Como ator, atuou nos longas “Aquarius”, “Elon Não Acredita na Morte”, “Sinfonia da Necrópole”, entre outros.

OBJETIVO GERAL 

A oficina se propõe a explorar, junto aos participantes, os elementos narrativos que constituem a base da construção do argumento cinematográfico partindo da ideia de contar a história de uma personagem.

Da personagem ao argumento  parte da investigação de procedimentos e exercícios da construção de uma personagem, baseados na realidade cotidiana dos participantes ou em sua memória afetiva. Esse material realista, concreto, servirá de base para o surgimento de narrativas que serão experimentadas, em um primeiro momento, por meio da atuação confessional: o participante, ao invés de narrar a personagem em terceira pessoa, se colocará como interprete, para que, deste modo, identificado em primeira pessoa, possa traduzir a experiência narrativa com maior profundidade. O ato de improvisar sobre essa dramaturgia íntima auxilia na descoberta do comportamento lógico e verossímil de uma personagem – seus objetivos, subjetividades, mecanismos de defesa –

para que o autor se aproprie deste ponto de vista com autenticidade.

A apropriação das regras da verossimilhança necessárias para a construção da personagem é fundamental para desenvolver um eixo narrativo. Este será a base do argumento a ser desenvolvido pela escrita com os seus elementos, tais como: premissa, tema,  tempo, espaço, ação, atos, arco dramático, lembrando que o tipo de argumento proposto pela oficina é a descrição do enredo de um filme, seja longa ou curta, narrado em prosa.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO POR DIA/AULA            

DIA 01 – Apresentação / Incidente Incitador.
Introdução à arte do ator: Serão  desenvolvidos exercícios para aprofundar a presença do participante, sua capacidade de escuta e a habilidade de atuar verdadeiramente através dos impulsos orgânicos.

A partir do material apresentado pela memória pessoal dos participantes, relacionando este à ações concretas do cotidiano, serão desenvolvidas narrativas em que se exercite a recriação de sentimentos ligados à memória corporal e sua expressão em verbo, criando assim uma cena sobre um depoimento pessoal da personagem (apresentaçao da personagem).

A partir desta apresentaçao,  o participante  escreve uma narrativa onde  detalha um dia normal na vida da  personagem, mas no qual se dá um fato extraordinário que muda o rumo dos acontecimentos (incidente incitador).

DIA 02 – Conflito.
Sobre a cena escrita, o participante cria uma encenaçao individual para traduzir como a personagem se comporta no cotidiano, e como isto se transforma após ser confrontado com o incidente incitador.

Em seguida, as narrativas individuais serão combinadas em duplas para a criaçao de  cenas em dialogo, onde se explorará o conceito de conflito.

Os participantes encenam os diálogos, e aqui será explorado o tempo próprio da ação cinematográfica.

Em seguida, os participantes  escrevem narrativas  divididas em tres unidades de tempo e espaço (atos) e que envolvem as demais personagens.

DIA 03 – Crise e Ápice.

O participante apresenta sua narrativa dividida em atos.

Será debatido em grupo a qualidadade das narrativas com foco  nas regras de verossimilhança do conflito e da construçao das personagens. Também será analisada a clareza narrativa, as peripécias (pontos de virada) entre os atos e a intensificaçao da crise determinada pelas complicaçoes progressivas que atravessam a personagem protagonista.

Os participantes se dividem em dois grupos para estruturar uma encenaçao sobre os argumentos mais bem definidos, ou os que poderao surgir de elementos recombinados de todas as cenas.

DIA 04 – Resolução.

O participante escreve o argumento ficcional sobre o universo criado, e de acordo com as suas opçoes de tom e/ou genero.

O participante apresenta o argumento para ser debatido pelo grupo.

Pré- Requisitos alunos

A oficina é dedicada não só a atores interessados na escrita, no desenvolvimento de um argumento, mas também a roteiristas, preparadores e/ou diretores interessados em se aprofundar na arte do ator e no conceito de construção da personagem.