ADRIANA FRESQUET | Curadora Temática educação

Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordena o Grupo CINEAD: Laboratório de Educação, Cinema e Audiovisual, seus projetos de pesquisa “Políticas e pedagogias do cinema e da educação na escola” e “Acervos audiovisuais e universidades na produção de conhecimento escolar”, assim como um Programa de Extensão Universitária que desenvolve atividades de iniciação ao cinema, em parceria com a Cinemateca do Museu de Arte Moderna, com crianças, adolescentes e adultos em escolas públicas e no setor pediátrico e geriátrico do Hospital Universitário da UFRJ. Participou do grupo fundador e da coordenação da REDE KINO: Rede Latino-Americana de Educação, Cinema e Audiovisual e do GT de CINEMA-ESCOLA que elaborou a proposta de regulamentação da lei 13006/14. Coordena a coleção Alteridade e Criação na Editora Autêntica e faz parte da coordenação da coleção Cinemas e Educações da Editora Multifoco.

FERNANDA COELHO | Curadora Temática preservação

Conservadora audiovisual e museóloga. Graduada em Cinema, Rádio e TV FAAP (1979); pós-graduada em Museologia pela FESPSP/Inst. Museologia (1988); Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP (2009). Atua na área da preservação audiovisual a década de 1980, tendo trabalhado na Cinemateca Brasileira por 36 anos. Aposentou-se 2015 do serviço público, mas segue atuando como consultora. É professora convidada da pós-graduação da FESPSP e organiza os cursos da área de Preservação audiovisual do Instituto de Conservação e Restauro Pachamama. Foi homenageada na 10ª CineOP por sua contribuição para a memória audiovisual brasileira.

DANIELA GIOVANA SIQUEIRA | Curadora Temática preservação

Professora do curso de Audiovisual da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Doutora em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais da ECA/USP e Mestre em História e Culturas Políticas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pesquisadora integrante do Grupo de Pesquisa CNPq “Minas Mundo: o cosmopolitismo na cultura brasileira”, que reúne pesquisadores de universidades brasileiras e estrangeiras, e do Grupo de Pesquisa CNPq “História e Audiovisual: circularidades e formas de comunicação”, da Universidade de São Paulo. Desenvolve investigações com foco no estudo das relações entre cinema, história e memória, com desdobramentos no campo da preservação audiovisual. Na UFMS coordena o projeto de extensão: “O audiovisual nas escolas: construindo o conhecimento a partir de imagens e sons”.

CLARISSE ALVARENGA | Curadora Temática educação

É professora na Faculdade de Educação da UFMG. Atualmente, coordena o projeto de pesquisa e extensão Laboratório de Práticas Audiovisuais (LAPA) e o Laboratório e Arquivo de Imagem e Som (LAIS). Sua pesquisa situa-se na interface entre cinema e educação com atenção especial aos processos pedagógicos e poéticos realizados por coletivos e cineastas ameríndios. Entre os filmes que dirigiu, estão os longas-metragens Ô, de casa! (2007) e Homem-peixe (2017). É autora dos livros Da cena do contato ao inacabamento da história (2017) e Aprender com imagens (2022). Em 2016, sua tese de doutorado foi agraciada com o prêmio Eduardo Peñuela Cañizal de Melhor Tese, concedido pela Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação Social (Compós).

CLEBER EDUARDO | Curador temática histórica e seleção de Longas da Mostra Contemporâneos

Curador e pesquisador. É curador do DocSP. Foi curador da Mostra de Tiradentes entre 2008 e 2019 e professor do curso de audiovisual do Centro Universitário Senac entre 2008 e  2020. É autor de diversos artigos publicados em livros e coordenador editorial do livro O Cinema Brasileiro em Resposta ao País (2022).

CAMILA VIEIRA | Curadora de curtas e médias da Mostra Contemporânea

Pesquisadora, crítica e curadora de cinema. Doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com pesquisa em cinema contemporâneo brasileiro. Integra as equipes de curadoria de curtas da Mostra de Cinema de Tiradentes, da CineOP e da CineBH. É co-organizadora e uma das autoras do livro “Mulheres atrás das câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018”, que foi finalista na categoria Ensaios-Artes do 62º Prêmio Jabuti, em 2020. É professora de cursos livres em cinema, com ênfase em curadoria, cineclube e história do cinema.

LEONARDO SABANAY | Assistente de curadoria da Temática histórica

Criado entre litoral e interior de São Paulo, Leonardo se graduou em audiovisual pelo Centro Universitário Senac Santo Amaro. Organizou a mostra Cinema e Sonoridades em São Paulo e realizou trabalhos de pesquisa e curadoria para o Festival Online de Filmes de Inquietação e Cine Ouro Preto. Atualmente vive em Miracatu e  junto de outros parceiros, integra o Coletivo Vagalumes, projeto independente que realiza documentários no Vale do Ribeira.

MARIA TRIKA | Assistente de curadoria da Mostra Contemporânea

Maria Trika é cineasta, artista plástica e crítica de Cinema. Já realizou diversos filmes, video artes e filmes instalativos como diretora, roterista, atriz e diretora de arte. Vários deles foram exibidos em festivais nacionais e internacionais e receberam alguns prêmios, como, por exemplo, “TEMPORAL” e “Silêncio – o tempo da fotografia”. Trabalhou também no filme show “Nordeste Ficção de Juliana Linhares – para o Teatro Unimed como diretora, junto a Johnny Massaro.  Criou a produtora THE BOCHE filmes, onde realiza  e coordena projetos de cinema e audiovisual. Como crítica, começou a escrevendo para a Rocinante, revista online de crítica cinematográfica, e atualmente é crítica integrante da equipe da revista Cinética. Também possui alguns ensaios e poesias publicados em revistas físicas e on-lines.

Há alguns anos é curadora dos cineclubes CineLixo  e CineChão. Além disso, já realizou curadoria para algumas mostras de cineclubes em escolas. Em 2018 foi júri jovem da Mostra Olhos Livres e, atualmente, é assistente de curadoria para a Mostra de Cinema de Tiradentes e CineOp. Desde muito cedo, desenvolve trabalhos de artes plásticas e gráficas. Realizou diversas exposições, performances, fanzines e é editora dʼA Criatura – publicação de trabalhos artísticos independentes, idealizada e protagonizada exclusivamente por mulheres, que leva o selo dʼA Zica. E realiza trabalhos com arte educação desde 2015.