O PAÍS DE SÃO SARUÊ

Direção: Vladimir Carvalho

Disponível de 00:00 de 24/6 até 23:59 de 28/6

Documentário | PeB | 35 MM | 91 min | 1971

O filme é um documentário sobre a região sertaneja do Rio do Peixe. Há três séculos, as terras secas do nordeste, habitadas pelos índios Cariris, foram conquistadas pelos bandeirantes e colonos que ali estabeleceram as primeiras fazendas de gado, desenvolvendo uma cultura pastoril e agrícola. Após um período de progresso, mas sob um regime de senhores e servos, o choque com os novos tempos tornou inevitável que aquelas terras, antes pródigas e produtivas, ficassem estagnadas economicamente. Com o surgimento de um novo ciclo econômico, o do ouro em Minas Gerais, essas regiões nordestinas foram abandonadas e 300 anos depois permanecem tal como foram deixadas pelos seus primeiros ocupantes. Nesse cenário, os novos colonos tentam sobreviver. Inspirado no título de um cordel do conhecido autor paraibano Manoel Camilo dos Santos, O País de São Saruê é um filme denso sobre a relação do homem e a terra. As imagens realistas e as dificuldades da sobrevivênciano sertão surgem de modo particularmente intenso na tela.Rodado nos sertões da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. A obra de Vladimir Carvalho é marcada pela força das expressões culturais, manifestadas através de referências geográficas imigratórias e humanas.  O homem brasileiro, especialmente o nordestino, sua cultura, valores, dificuldades e relações com a terra, é um tema recorrente em sua obra, da qual País de São Saruê é talvez o exemplo mais completo.

Direção, argumento e roteiro: Vladimir Carvalho

Assistente de direção: Walter Carvalho

Produção: Vladimir Carvalho e João Ramiro Mello

Fotografia: Manuel Clemente

Montagem: Eduardo Leone

Música: José Siqueira, Marcus Vinicius e Luiz Gonzaga

Poema: de Jomar Moraes Souto, interpretado por Écchio Reis

Narrador: Paulo Pontes

Participações: José Gadelha (usineiro), Charles Foster (do Peace Corps), Pedro Alma e Zeca Inocêncio (pioneiros do ouro) e Antônio Mariz (prefeito).