A diretora do Museo del Cine “Pablo Ducros Hicken” em Buenos Aires apresenta as perspectivas da instituição, cuja excelência de seu acervo e estratégias expositivas o tornam uma referência importante para o campo do patrimônio audiovisual. A expansão da instituição com o novo prédio em construção para armazenamento e processamento técnico do acervo audiovisual e o trabalho técnico envolvido.

Paula Félix Didier é historiadora formada pela UBA, mestre em Arquivo e Preservação de Meios Audiovisuais pela New York University e doutoranda em História pela Torcuato Di Tella University, atualmente ocupa a Diretoria do Museu do Cinema “Pablo Ducros Hicken” do Ministério da Cultura do Governo da Cidade de Buenos Aires. Especialista em Preservação e Arquivo de Mídia Audiovisual. Trabalha como professora e pesquisadora de cinema. Atualmente, atua no Comitê Executivo da FIAF (International Federation of Film Archives). Foi diretora acadêmica do curso de Mestrado em Jornalismo Documentário da Universidade Nacional de Três de Febrero. Coautora e protagonista da série “Filmes Recuperados” do Canal Encuentro e IncaaTV. Co-fundadora do ARCA (Arquivo Regional de Cinema Amador) dedicado à conservação e difusão de filmes familiares, educacionais, institucionais, científicos e experimentais, já ministrou cursos universitários e terciários em história do cinema argentino e latino-americano. Foi curadora de exposições retrospectivas, ciclos de filmes e auxiliou na gestão de cineclubes e cinematecas. Foi júri em festivais de cinema e integrou bancas de avaliação em concursos e teses universitárias. Coordenou painéis e conferências. Participou de inúmeras conferências e publicou artigos e capítulos em revistas e livros. Co-dirigiu a Film Magazine of Cinema e Film On Line entre 1993 e 2003.

 

Mediação:
Ines Aisengart Menezes – curadora da Temática Preservação | SP