APROXIMAÇÃO ENTRE ESTUDANTES E AÇÕES DE PRESERVAÇÃO NO PROJETO LUPA REFORÇA PROFISSIONALIZAÇÃO NO SETOR

Projeto pioneiro em seu setor no Brasil, o Lupa – Laboratório Universitário de Preservação Audiovisual é desenvolvido dentro da UFF (Universidade Federal Fluminense), em Niterói (RJ), desde 2014, e consiste em trabalhos com patrimônio audiovisual brasileiro priorizando o cinema amador fluminense. No bate-papo realizado na segunda-feira (dia 28/6) na 16a CineOP, os professores João Luiz Vieira e Rafael de Luna Freire apresentaram os conceitos e as atividades do Lupa, ressaltando o importante papel social e acadêmico que o programa tem desenvolvido.

O curso de cinema na UFF é um dos únicos no país a possuir no currículo obrigatório uma disciplina sobre a preservação, que tem formado diversos profissionais na área, chamada “Preservação, restauração e política de acervos audiovisuais”. Para João Luiz, isso não seria possível sem um longo histórico de aproximação entre o departamento de cinema da universidade e instituições de difusão no Rio, como a Cinemateca do MAM, ou atividades cineclubísticas que familiarizaram várias gerações de estudantes com a materialidade da película. “Fazíamos visitas aos acervos e sempre foi incrível ver a empolgação e curiosidade dos estudantes em ver todo aquele material depositado nos arquivos das cinematecas”, lembrou João Luiz.

Do curso da UFF saíram diversos profissionais da área de preservação, muitos deles em constante atividade, e dezenas de estudantes seguem se aperfeiçoando ano a ano. O mediador da mesa, Tiago de Castro Gomes, secretário geral da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual (ABPA), frisou que 20% da entidade é formada por alunos, ex-alunos ou professores da UFF, demonstrando a força da preservação como caminho profissional de quem por lá estudou.

Umas das preocupações de Rafael de Luna, que reforçou a vontade de criar um projeto interno como é o Lupa, foi perceber que os formandos que seguiam na área de preservação naturalmente se afastavam da universidade. “Então pensamos numa forma de completar o resto do tripé, que seria incluir a pesquisa e a extensão dentro da UFF, pensando inclusive em formas da disciplina se relacionar com a sociedade”, contou ele. Daí a criação do Lupa buscava permitir que a UFF desenvolvesse, em suas dependências, todo o processo de restauração – do ensino à manutenção e digitalização de acervos.

Atualmente o projeto possui um equipamento de escaneamento e já trabalha com materiais doados por acervos particulares interessados em manter memórias e histórias do passado, muitas vindas de registros domésticos e particulares. Para João Luiz, esses fragmentos, que vão das imagens de alunos de arquitetura num comício no centro do Rio de Janeiro a uma família se banhando numa cachoeira da periferia do Rio nos anos 1950 – para citar dois que foram apresentados por Rafael de  Luna -, ajudam não só à nostalgia, mas principalmente a retratar de um outro cenário, estético e afetivo, do que foi o Rio de Janeiro.

Acompanhe a 16a CineOP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

SOBRE A CINEOP

Pioneira desde sua criação (2006), a enfocar a preservação audiovisual, história, educação e a tratar o cinema como patrimônio, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto chega a sua 16a edição, de 23 a 28 de junho de 2021, no formato online e reafirma seu propósito de ser um empreendimento cultural de reflexão e luta pela salvaguarda do rico e vasto patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo.

Estrutura sua programação em três temáticas: preservação, história e educação. Durante seis dias de evento, o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir aos filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação, participar do programa de formação que oferece oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos. Tudo de graça pelo site www.cineop.com.br.

Acompanhe a 16a CineOP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web:www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No YouTube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

SERVIÇO

16a CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

23 a 28 de junho de 2021

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: Instituto Cultural Vale, Cedro Mineração, Cemig|Governo de Minas Gerais

Parceria Cultural: Sesc em Minas, Prefeitura de Ouro Preto, Casa da Mostra e Instituto Universo Cultural

Apoio: Universidade Federal de Ouro Preto, Parque Metalúrgico Augusto Barbosa, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Canal Brasil e Café 3 Corações

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultural / Ministério do Turismo / Governo Federal Pátria Amada Brasil

PROGRAMAÇÃO GRATUITA PELO SITE WWW.CINEOP.COM.BR

  • ABERTURA OFICIAL
  • EXIBIÇÃO DE FILMES – LONGAS, MÉDIAS E CURTAS
  • PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS
  • MOSTRINHA
  • MOSTRA VALORES
  • SESSÕES CINE-ESCOLA
  • ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS
  • ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XIII FÓRUM DA REDE KINO
  • DEBATES, DIÁLOGOS E RODAS DE CONVERSA                                                                                           
  • OFICINAS
  • MASTERCLASSES INTERNACIONAIS
  • EXPOSIÇÃO VIRTUAL “MEU CARTÃO POSTAL DE OURO PRETO”
  • PERFORMANCE AUDIOVISUAL
  • SHOWS