ARQUIVOS DIGITAIS QUE FAZEM HISTÓRIA: COMO GUARDAR AS NARRATIVAS OFICIAIS E OS REGISTROS DA MILITÂNCIA

Nunca foi tão fácil e simples produzir e espalhar imagens – e nunca foi tão difícil preservá-las e armazená-las. Na era do digital, qualquer indivíduo munido de um celular é capaz de fazer história, e milhões de minutos de história são espalhados instantaneamente no mundo inteiro. Que desafios enfrentam organizações e instituições que têm por objetivo cuidar desse amplo e, em muitas vezes, anônimo acervo?

Num debate na tarde de domingo (27/6) na 16a CineOP, “Planos e estratégias de preservação digital para organizações”, Priscila Néri, integrante da Witness, conversou com os participantes sobre a organização não-governamental que lida diretamente com o vídeo como ferramenta de defesa dos direitos humanos. “Nossa missão é atuar para que qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo possa usar a tecnologia para proteger e defender um mundo mais justo”, explicou Priscila.

Com quase 30 anos de atuação, a Witness reúne atualmente 135 países, 570 parceiros e já capacitou mais de 11 mil pessoas no uso do audiovisual para fins de militância política e social. “Muita coisa mudou nesse tempo e nosso problema hoje não é mais o acesso a equipamentos, e sim o volume de conteúdo e como entender as novas perspectivas e histórias e narrativas as quais temos acesso em escala cada vez maior”.

Ao mesmo tempo em que qualifica o trabalho de milhares de pessoas dispostas a ir às ruas denunciar infrações aos direitos humanos, a Witness tem por missão cuidar de materiais produzidos nesses contextos. Alguns desafios se impõem. “São questões de ordem técnica, como obsolescência de formatos; éticas e de segurança, devido a conteúdos que podem colocar pessoas em riscos físicos, jurídicos ou psicossociais; e de sustentabilidade, a partir da clareza de propósitos, confiança e recursos humanos numa determinada realização”, enumerou ela.

Outros aspectos que demandam cuidados são a desconfiança inerente a arquivos institucionais ligados ao Estado e a falta de uma tradição forte de colaboração entre arquivistas profissionais e redes ativistas. Para auxiliar no processo de preservação, a entidade criou um guia didático que orienta os próprios criadores de conteúdo a cuidarem de seus materiais das melhores e mais seguras e sustentáveis formas. Tudo está no site em português da Witness: https://portugues.witness.org

Também presente na conversa, o gerente de informação do arquivo audiovisual da ONU, Antônio da Silva, falou de como é gerenciar um acervo oficial de uma entidade desse porte, que reúne parte significativa das atividades diplomáticas mundiais. “O acervo de multimídia da ONU é muito rico e único e reúne material de reuniões desde a metade do século passado até  os dias atuais. Esse acervo é mantido em mais de 1 milhão de itens, em formatos como áudio, fotografia, vídeo, microfilme e textos”, disse ele.

O grande desafio é justamente cuidar, tratar e gerenciar todo esse conteúdo e as formas de torná-lo disponível. “Tudo aumentou principalmente devido à explosão de acervos digitais natos (na origem) criados desde alguns anos atrás”. Algumas das ações desse departamento são conservação e retenção dos originais em suporte físico, condições de ambiente propícias a seu acesso e digitalização de conteúdo original analógico em formatos sustentáveis.

Acompanhe a 16a CineOP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

SOBRE A CINEOP

Pioneira desde sua criação (2006), a enfocar a preservação audiovisual, história, educação e a tratar o cinema como patrimônio, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto chega a sua 16a edição, de 23 a 28 de junho de 2021, no formato online e reafirma seu propósito de ser um empreendimento cultural de reflexão e luta pela salvaguarda do rico e vasto patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo.

Estrutura sua programação em três temáticas: preservação, história e educação. Durante seis dias de evento, o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir aos filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação, participar do programa de formação que oferece oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos. Tudo de graça pelo site www.cineop.com.br.

Acompanhe a 16a CineOP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web:www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No YouTube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

SERVIÇO

16a CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

23 a 28 de junho de 2021

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: Instituto Cultural Vale, Cedro Mineração, Cemig|Governo de Minas Gerais

Parceria Cultural: Sesc em Minas, Prefeitura de Ouro Preto, Casa da Mostra e Instituto Universo Cultural

Apoio: Universidade Federal de Ouro Preto, Parque Metalúrgico Augusto Barbosa, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Canal Brasil e Café 3 Corações

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultural / Ministério do Turismo / Governo Federal Pátria Amada Brasil

PROGRAMAÇÃO GRATUITA PELO SITE WWW.CINEOP.COM.BR

  • ABERTURA OFICIAL
  • EXIBIÇÃO DE FILMES – LONGAS, MÉDIAS E CURTAS
  • PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS
  • MOSTRINHA
  • MOSTRA VALORES
  • SESSÕES CINE-ESCOLA
  • ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS
  • ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XIII FÓRUM DA REDE KINO
  • DEBATES, DIÁLOGOS E RODAS DE CONVERSA                                                                                           
  • OFICINAS
  • MASTERCLASSES INTERNACIONAIS
  • EXPOSIÇÃO VIRTUAL “MEU CARTÃO POSTAL DE OURO PRETO”
  • PERFORMANCE AUDIOVISUAL
  • SHOWS