CURADORES APRESENTAM PROGRAMAÇÃO NA LIVE ESPECIAL DE AQUECIMENTO PARA A 16a CINEOP

O encontro virtual acontece nesta terça-feira, dia 22 de junho, às 19 horas, no canal do Youtube da Universo Produção. No dia anterior, domingo (20), Raquel Hallak, coordenadora geral do evento, participa de live promovida pela Casa Fiat de Cultura, em comemoração ao Dia do Cinema Brasileiro

A Universo Produção convida os curadores da 16a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro PretoInes Aisengart Menezes (Temática Preservação); Francis Vogner dos Reis e Cleber Eduardo (Temática Histórica e Seleção de Longas Contemporâneos); Adriana Fresquet e Clarisse Alvarenga (Temática Educação) e Camila Vieira (Mostra Contemporânea – Curtas e Médias) – para apresentarem a abordagem de cada temática do evento em uma live especial que será realizada nesta terça-feira, dia 22, às 19 horas, no canal da Universo Produção no Youtube. O bate-papo terá como mediador o jornalista e crítico de cinema Marcelo Miranda.

O tema central da 16aCineOP é “Memórias entre diferentes tempos” e propõe refletir sobre os impasses dos últimos anos no cenário audiovisual brasileiro, agravados pela pandemia e pelas dificuldades e desafios que os setores audiovisual, da cultura e educação estão enfrentando. De forma ampla, a temática será desdobrada nas três temáticas específicas do evento: Preservação, História e Educação.

Na Temática Histórica, assinada pelos curadores Cleber Eduardo e Francis Vogner dos Reis, o enfoque será o cinema brasileiro da década de 1990. A ideia é encontrar os paralelos e reconfigurar os sentidos de cada período, a partir da constatação de que, após mais de 30 anos do fim da Embrafilme e da eleição do primeiro presidente por voto direto depois do fim do regime militar, há muitas camadas do país e do cinema, hoje reposicionadas, que foram semeadas como espécie de gênese desde 1990.

Já na Temática Preservação, sob o título-pergunta “Preservação audiovisual: Que caminhos trilhar?” proposta pela dupla de curadores José Quental e Ines Aisengart Menezes, os anos 1990 aparecem como uma rememoração de tempos de transição. Não foi uma década de crise nem de pujança, mas de maturação das condições que propiciaram a reconhecida consolidação do campo no Brasil, na década seguinte, em todas as suas contradições e complexidades.

E a Temática Educação, assinada pelas curadoras Adriana Fresquet e Clarisse Alvarenga, assume este ano o tema “Das ruínas às utopias: processos de criação audiovisual e metodologias de ensino”. A proposta é discutir formas possíveis de aprendizado audiovisual em tempos de pandemia e ensino a distância. Neste sentido, o recuo aos anos 1990 se mostra importante, pois foi nessa década que surgiram câmeras de filmar suficientemente leves e acessíveis e que, associadas ao contexto social e político da época, possibilitaram uma série de propostas formativas envolvendo o cinema e os movimentos sociais no Brasil.

ENCONTROS COM O PATRIMÔNIO

Raquel Hallak, CEO da Universo Produção e coordenadora geral da Mostra de Cinema de Tiradentes, da CineOP e da CineBH, participa no domingo, dia 20 de junho, das 11 às 12h30, do bate-papo virtual “A Sétima Arte: passado, presente e futuro do Cinema no Brasil”. O evento faz parte do projeto Encontros com o Patrimônio, promovido pela Casa Fiat de Cultura e contará com a participação da historiadora e educadora do Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura, Ana Carolina Ministério. O encontro será realizado em transmissão ao vivo com inscrição gratuita pela Sympla: http://bit.ly/SetimaArtenoBrasil.

SOBRE A CINEOP

Pioneira desde sua criação (2006), a enfocar a preservação audiovisual, história, educação e a tratar o cinema como patrimônio, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto chega a sua 16ª edição, de 23 a 28 de junho de 2021, no formato online e reafirma seu propósito de ser um empreendimento cultural  de reflexão e luta pela salvaguarda do rico e vasto patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo.

Estrutura sua programação em três temáticas: preservação, história e educação. Durante seis dias de evento, o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir aos filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação, participar do programa de formação  que oferece oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos. Tudo de graça pelo site www.cineop.com.br

Acompanhe a 16ª CineOP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web:www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No YouTube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

SERVIÇO

16a CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

23 a 28 de junho de 2021

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: Instituto Cultural Vale, Cedro Mineração, Cemig|Governo de Minas Gerais

Parceria Cultural: Sesc em Minas, Prefeitura de Ouro Preto, Casa da Mostra e Instituto Universo Cultural

Apoio: Universidade Federal de Ouro Preto, Parque Metalúrgico Augusto Barbosa, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Canal Brasil e Café 3 Corações

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultural / Ministério do Turismo / Governo Federal Pátria Amada Brasil

PROGRAMAÇÃO GRATUITA PELO SITE WWW.CINEOP.COM.BR

  • ABERTURA OFICIAL    
  • EXIBIÇÃO DE FILMES – LONGAS, MÉDIAS E CURTAS
  • PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS
  • MOSTRINHA
  • MOSTRA VALORES
  • SESSÕES CINE-ESCOLA
  • ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS
  • ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XIII FÓRUM DA REDE KINO
  • DEBATES, DIÁLOGOS E RODAS DE CONVERSA
  • OFICINAS
  • MASTERCLASSES INTERNACIONAIS
  • EXPOSIÇÃO VIRTUAL “MEU CARTÃO POSTAL DE OURO PRETO”     
  • PERFORMANCE AUDIOVISUAL
  • SHOWS