Tem programação garantida para alunos e educadores com a oferta de sessões cine-escola e cine-debates As inscrições são gratuitas e  podem ser feitas pelo site www.cineop.com.br

De volta ao formato presencial, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto em sua 17a edição de 22 e 27 de junho, na histórica cidade de Ouro Preto, oferece uma programação focada em três frentes temáticas – preservação, história e  a educação e mantém o compromisso de oferecer atividades que beneficiam diretamente as escolas, educadores e alunos da rede público de ensino de Ouro Preto e região, com a realização do programa Cine-Expressão – A Escola vai ao cinema, que inclui sessões de cinema, cine-debates, oficinas e lançamento de livros.

As escolas interessadas em participar levando seus alunos para as sessões cine-escola deverão se inscrever gratuitamente até o dia 13 de junho, pelo site cineop.com.br. Nesta edição serão promovidas  sete sessões Cine-Escola, seguidas pelos Cine-Debates, para alunos a partir de cinco anos de idade, com exibição de 16 filmes brasileiros que abordam temas universais e educativos para a formação de crianças e jovens. Este programa é uma tradição do evento desde sua criação e pretende beneficiar mais de 2.000  da rede pública de ensino da cidade.

As sessões serão realizadas nos dias 22, 23, 24 e 27 de junho, (quarta, quinta, sexta e segunda), sempre às 8h30 e 14horas, no Cine-Teatro (Centro de Artes e  Convenções) que receberá a instalação de um cinema digital para sediar a programação. Todas as sessões são exclusivamente para as escolas previamente inscritas.

“Reafirmamos o compromisso de promover ações que beneficiam diretamente as comunidades e rede pública de ensino de Ouro Preto e, mais uma vez, vamos oferecer um programa que une cinema e educação mantendo o propósito de expandir as oportunidades de utilizar o audiovisual como ferramenta didática num cenário de revolução digital, em que o conteúdo audiovisual assume papel central  frente às mudanças e transformações do nosso dia-a-dia”, ressalta Raquel Hallak, diretora da Universo Produção e coordenadora da CineOP.

FILMES EM EXIBIÇÃO NAS SESSÕES CINE-ESCOLA  

As sessões cine-escola foram organizadas por  grupos de faixas etárias e filmes que dialogam com as idades para maior compreensão e assimilação do público-alvo. Para as crianças entre cinco e sete anos serão exibidos diversos curtas incluindo: “Tuca, o mestre cuca | A plantinha da Pri”, de Rubens Belli, Felipe TadeuGondim e Rafael Pasold (animação digital, cor, 11 minutos, 2019); “Bonzinho, o cão guia”,de Monique Oliper (animação digital, cor, 3 minutos, SP, 2021); “Vivências”, de Everton Amorim (animação digital, cor, 4 minutos, PE, 2021); “Era uma vez em Itapuí”, de alunos da rede municipal de ensino fundamental de Icapuí (CE) do ProjetoAnimação Ambiental (animação digital, cor, 10 minutos, CE/ES, 2021); “As aventuras de Ana e João”, de Augusto César dos Santos (animação digital, cor, 7 minutos, CE, 2021) e “Sonhos da Isah: O livro mágico”, de José Ricardo Costa (animação digital, cor, 8 minutos, SC, 2022). A sessão para essa faixa etária será no dia 22 de junho (quarta-feira) e no dia 27 de junho (segunda-feira), a partir das 14h.

Para a turma de oito a 10 anos de idade, a seleção inclui os curtas “Coisa de Menina”, de Ester Macedo (ficção digital, cor, 10 minutos, DF, 2022);Capitão Tocha”, de Matheus Amorim (ficção digital, cor, 16 minutos, GO, 2021); “Aurora: A rua que queria ser um rio”, de Radhi Meron (animação digital, cor, 10 minutos, SP, 2021); “Um conto indígena”, de Rodrigo Soares Chaves (animação digital, cor, 10 minutos, MG, 2021) e “Dela”, de Bernard Attal (ficção digital, cor, 8 minutos, BA, 2018). A sessão será no dia 23 de junho será na parte da manhã, a partir das 8h30 e também à tarde, às 14h.

A exibição para os jovens entre 11 e 13 anos inclui os curtas-metragens “Rua Dinorá”, de Natália Maia e Samuel Brasileiro (ficção digital, cor, 17 minutos, CE, 2021); “História Cotidiana”, de Denis Bevenuto (ficção digital, cor 3 minutos, SP, 2021); “Ewé de Òsányìn: o segredo das folhas”, de Pamela Peregrino (animação digital, cor, 22 minutos, RJ, 2021) e“A diferença entre mongóis e mongoloides”, de Jonatas Rubert (animação digital, cor, 4 minutos, RS, 2021). Essas exibições serão feitas na sexta-feira (dia 24 de junho), às 8h30 e 14h.

E para fechar, o filme “Atravessa a Vida”, de João Jardim, foi escolhido para a faixa etária a partir de 14 anos, com sessão às 8h30, na segunda-feira, dia 27 de junho. A sinopse é a seguinte: Enquanto alunos do 3º ano do ensino público no interior do Sergipe se preparam para a prova que pode determinar o resto de suas vidas, o documentário retrata as angústias e os prazeres da adolescência através de seus gestos, inquietações e conquistas.

SOBRE O PROGRAMA CINE-EXPRESSÃO – A ESCOLA VAI AO CINEMA

O mundo passa por transformações sociais profundas, ancoradas em conquistas tecnológicas cotidianas, transformando os meios audiovisuais nas principais formas de comunicação e expressão, um instrumento formador de opinião e de comportamento. Nos meios audiovisuais hoje incluímos o cinema, vídeo, TV, internet, jogos eletrônicos, a videoarte e os múltiplos usos da fotografia e novas mídias.

O desafio de todos os educadores contemporâneos é tornar a sala de aula tão atraente quanto o mundo fora da escola, com seus inúmeros estímulos audiovisuais. Aliar a prática dos professores com as modernas ferramentas de ensino é tarefa de todos os que se preocupam com a melhoria na aprendizagem dos nossos alunos.

Entender o audiovisual como janela sobre as relações sociais do mundo, como ferramenta multidisciplinar na sala de aula e ação complementar do projeto pedagógico são diretrizes do Cine-Expressão – A Escola Vai ao Cinema – um programa socioeducacional-cultural com foco na formação do cidadão, a partir da utilização do audiovisual no processo pedagógico interdisciplinar.

É uma iniciativa que possibilita conscientizar, sensibilizar e envolver o universo educacional no contexto do audiovisual, através da promoção de sessões cine-escola, cine-debates, lançamento de livros, encontros e debates dirigidos a estudantes e educadores. Estimula o uso do audiovisual no processo pedagógico, promove encontros e debates do público estudantil  de diversas comunidades e idades com as produções audiovisuais brasileiras.

SÍNTESE DA PROGRAMAÇÃO DA 17ª CINEOP

Durante seis dias de evento, o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir aos filmes, curtir atrações artísticas, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação, participar do programa de formação e debates temáticos de forma gratuita.

  • ABERTURA OFICIAL
  • EXIBIÇÃO DE FILMES – LONGAS, MÉDIAS E CURTAS
  • PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS
  • MOSTRINHA
  • MOSTRA VALORES
  • SESSÕES CINE-ESCOLA
  • 17o ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS
  • ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XIV FÓRUM DA REDE KINO
  • DEBATES, DIÁLOGOS E RODAS DE CONVERSA
  • OFICINAS
  • MASTERCLASSES INTERNACIONAIS
  • PERFORMANCE AUDIOVISUAL
  • EXPOSIÇÃO
  • LANÇAMENTO DE LIVRO
  • CORTEJO DA ARTE
  • SHOWS

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2022.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No YouTube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

FOTOS – https://www.flickr.com/photos/universoproducao/

SERVIÇO

17ª CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO
22 a 27 de junho de 2022 | Presencial e Online

WWW.CINEOP.COM.BR

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA
Patrocínio Máster: Instituto Cultural Vale
Parceria Cultural: Sesc em Minas, Prefeitura de Ouro Preto, Universidade Federal de Ouro Preto,  Instituto Universo Cultural

Apoio institucional: Fundo Estadual de Cultura | Governo de Minas Gerais
Apoio: Parque Metalúrgico Augusto Barbosa e Café 3 Corações
Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultural / Ministério do Turismo / Governo Federal, Pátria Amada Brasil