PELA HISTÓRIA E PATRIMÔNIO, 16ª CINEOP TRANSMITE PERFORMANCE AUDIOVISUAL NESTA QUARTA SOB SIGNO DA MEMÓRIA

Com transmissão on-line e toda programação gratuita, Mostra de Cinema de Ouro Preto homenageia o ator Chico Diaz e reflete sobre o impacto dos anos 1990 nas imagens e sons do país

Pelo segundo ano, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto acontece em ambiente on-line, respeitando os protocolos de distanciamento social necessários para conter a pandemia de Covid-19. Desta forma, a 16a edição promove sua cerimônia de abertura nesta quarta-feira, a partir das 20 horas, pelo site www.cineop.com.br, com acesso gratuito a todos que quiserem acompanhar. Com direção, roteiro, edição e finalização de Chico de Paula e idealizada juntamente com Raquel Hallak, coordenadora geral, a performance em vídeo a ser apresentada dá partida ao único evento do país a refletir sobre patrimônio, história e educação audiovisual. A 16a CineOP acontece até o dia 28 de junho com filmes, debates, masterclasses, estudos de caso, discussões de políticas públicas, shows musicais, oficinas e uma série de outras atividades.

LEIA AQUI TODOS OS DETALHES DA PROGRAMAÇÃO DA 16a CINEOP.

A performance audiovisual desta quarta-feira vai mostrar os eixos temáticos da edição deste ano, que tem como assunto central “Memórias entre diferentes tempos”, com enfoque na década de 1990 e em seus aspectos históricos, estéticos, tecnológicos e educacionais no que tange às formas das imagens e sons. O tema em 2021 se espalha pelas temáticas Histórica, Preservação e Educação, e o espectador pode acompanhar tudo pelo site.

LEIA AQUI TODOS OS DETALHES DA TEMÁTICA DA 16a CINEOP.

Gravada na cidade histórica de Ouro Preto, a performance vai tratar da programação e do conceito do evento através de um conjunto de apresentações de arte, música, imagens e movimento, contando com trilha sonora do Barulhista. Entre os artistas participantes estão o cantor e compositor Sérgio Santos, a cantora Mylena Jardim e os musicistas Vitória Viana e Giovanni Santiago. “O conceito que trouxemos para a abertura é o da memória, da identidade e do patrimônio, principalmente o patrimônio imaterial. No caso de Ouro Preto, isso manifesta de diversas formas e é o que vamos tentar mostrar”, destaca Chico de Paula.

Logo em seguida à performance, o público poderá ver ao vivo a roda de conversa “O percurso de Chico Diaz em quatro décadas”, que celebra a vida e a trajetória do artista homenageado nessa edição da CineOP. O próprio Chico estará presente, num bate-papo com o curador Francis Vogner dos Reis e mediação da jornalista e crítica de cinema Simone Zuccolotto.

Um dos rostos e corpos mais expressivos do cinema realizado durante a década de 90 e começo dos anos 2000, Chico foi protagonista na chamada Retomada, após o fim da Embrafilme na virada de década, e permanece presente em filmes contemporâneos dentro e fora do país nos últimos 20 anos. A conversa vai se deter nas diferenças de processos de criação e de modos de produção entre os distintos momentos históricos do ator e como ele percebe as mudanças ao longo de todo esse tempo de ofício.

Fechando a noite de abertura, a 16a CineOP disponibiliza em pré-estreia nacional o longa-metragem “O Ano da Morte de Ricardo Reis”, novo filme do diretor português João Botelho e com Chico Diaz no elenco. Nesta adaptação do romance de José Saramago com inspiração na poesia de Fernando Pessoa, Diaz interpreta o personagem-título, um dos heterônimos do famoso escritor português. No enredo, a ação se ambienta na década de 1930. Reis volta a Portugal após uma temporada autoexilado no Brasil e é instado a colocar de lado sua índole contemplativa e tomar partido dos eventos históricos de sua época. O ano é 1936, época do fascismo de Mussolini, do nazismo de Hitler, da Guerra Civil Espanhola e do Estado Novo de Salazar. Entre tantas questões e também os encontros com seu criador (o próprio Fernando Pessoa) e duas mulheres, o personagem circula entre o realismo e o fantástico.

SOBRE A CINEOP

Pioneira desde sua criação (2006), a enfocar a preservação audiovisual, história, educação e a tratar o cinema como patrimônio, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto chega a sua 16a edição, de 23 a 28 de junho de 2021, no formato online e reafirma seu propósito de ser um empreendimento cultural de reflexão e luta pela salvaguarda do rico e vasto patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo.

Estrutura sua programação em três temáticas: preservação, história e educação. Durante seis dias de evento, o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir aos filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação, participar do programa de formação que oferece oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos. Tudo de graça pelo site www.cineop.com.br.

Acompanhe a 16a CineOP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No YouTube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

SERVIÇO

16a CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

23 a 28 de junho de 2021

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: Instituto Cultural Vale, Cedro Mineração, Cemig|Governo de Minas Gerais

Parceria Cultural: Sesc em Minas, Prefeitura de Ouro Preto, Casa da Mostra e Instituto Universo Cultural

Apoio: Universidade Federal de Ouro Preto, Parque Metalúrgico Augusto Barbosa, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Canal Brasil e Café 3 Corações

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultural / Ministério do Turismo / Governo Federal Pátria Amada Brasil

PROGRAMAÇÃO GRATUITA PELO SITE WWW.CINEOP.COM.BR

  • ABERTURA OFICIAL    
  • EXIBIÇÃO DE FILMES – LONGAS, MÉDIAS E CURTAS
  • PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS
  • MOSTRINHA
  • MOSTRA VALORES
  • SESSÕES CINE-ESCOLA
  • ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS
  • ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XIII FÓRUM DA REDE KINO
  • DEBATES, DIÁLOGOS E RODAS DE CONVERSA
  • OFICINAS
  • MASTERCLASSES INTERNACIONAIS
  • EXPOSIÇÃO VIRTUAL “MEU CARTÃO POSTAL DE OURO PRETO”     
  • PERFORMANCE AUDIOVISUAL
  • SHOWS