CINCO CURTAS EXPERIMENTAIS QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE VER NA CINEOP

Os filmes experimentais, como o nome mesmo já diz, experimentam imagens, linguagem, narrativas e vários outros elementos na produção e montagem. Diversos títulos com essa pegada estão presentes na programação das mostras da 15ª CineOP, de produções da década de 1980 às atuais.

Confira alguns deles e programe um lembrete para não perder. 

Aqui você confere a programação completa de filmes

CIDADE SUBMERSA, de Bárbara Lissa (Mostra Contemporânea)

EXPERIMENTAL, DIGITAL, COR, 5MIN, MG, 2020

O curta é um videoarte que destaca as chuvas de Belo Horizonte e as consequências que elas causam para a cidade, levando em conta à política de canalização da capital mineira. Em 2020, BH teve o mês de janeiro mais chuvoso de toda a história, o que gerou destruição em vários pontos da cidade, deixou dezenas de mortos e pessoas desabrigadas.

Agende aqui para assistir

Inscreva-se gratuitamente para receber as informações em primeira mão

ENTRE TELAS, JANELAS (Mostra Educação)EXPERIMENTAL, DIGITAL, P&B, 1MIN56, MG, 2020

Direção: Diogo Santos

Instituição: Universidade Federal de Juiz de Fora / Travessia Grupo de Pesquisa

Como é o dia a dia de uma pessoa que é professora, estudante e pesquisadora durante a quarentena? Neste curta de Diogo Santos, filmado em Juiz de Fora, você tem a possibilidade de ver alguns recortes e nuances de rotinas como essa. 

O filme faz parte da Mostra Educação, que recebeu inscrições sob a pergunta “Como viver entre telas e janelas?” e foi selecionado pela curadoria da Temática Educação da 15ª CineOP (Adriana Fresquet e Clarisse Alvarenga) e pela coordenação da Rede Kino. O critério de inscrição foi: estudantes, professores, professoras ou cineastas, vinculados a instituições de educação básica e de ensino não formal que filmaram pequenas histórias ou fizeram ensaios experimentais do dia a dia ou de algum momento específico. Tudo isso respeitando o isolamento social. 

Agende aqui para assistir

ISOLAMENTO POÉTICO (Mostra Educação)

EXPERIMENTAL, DIGITAL, P&B, 1MIN13, MG, 2020

Direção: Júlia Arantes

Instituição: Núcleo de Arte da Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP)

Os dias em casa fizeram janelas de muitas pessoas se transformarem em telas para olhar o que ocorre no mundo do lado de fora. Neste curta, Júlia Arantes explora e registra esses olhares, mesmo que seja apenas o que acontece no quintal da vizinhança. O filme mostra o “tempo suspenso” da quarentena e o passar dos dias em Mariana, cidade no interior de Minas Gerais.

Clique aqui para agendar

Inscreva-se gratuitamente para receber as informações em primeira mão

HERÓIS 2 (Mostra Histórica)

Experimental, U-matic, cor, 30min, SP, 2003

Direção: Tadeu Jungle

Produção: TVDO

O curta é uma produção da TVDO, destaque da Mostra Histórica da 15ª CineOP, e faz uma panorama das “vibrações e antagonismos de um mundo em crise”. Isso porque mostra o Brasil dos anos 1980. A montagem foi feita a partir da atuação de personagens fictícios, depoimentos do poeta Roberto Piva, do Cardeal D. Paulo Evaristo Arns e recortes da realidade de acordo com a “vibração revolucionária” dos anos 1960/1970.

A TVDO foi vanguardista nos anos 1980 e desafiou o modelo predominante que existia na televisão aberta brasileira. As produções eram experimentais, subversivas e combinavam artes visuais e linguagem televisiva. 

Agende o filme aqui

Tadeu Jungle é cineasta, artista e poeta e estará no debate inaugural (3/09) da 15ª CineOP ao lado de Ailton Krenak (liderança indígena, escritor e filósofo, destaque da Temática Educação), para pensar a multiplicação das telas, as grandes companhias de streaming e os desafios de garantir espaço efetivo e produtivo para o audiovisual brasileiro. Veja aqui.

QUEM KISS TEVE (Mostra Histórica)

Experimental, U-matic, cor, 28min, SP, 1983 

Direção: Tadeu Jungle

Produção: TVDO

A TVDO abordou a vinda da banda Kiss para o Brasil de uma forma pouco usual para a televisão nos anos 1980. Este curta foi feito como um piloto para a TV e conta com entrevistas com os integrantes da banda. Entretanto, o formato da conversa não seguiu nenhum protocolo e Tadeu Jungle, o entrevistador, até pegou na língua de Gene Simmons. 

Para além da vinda do grupo para o Brasil, o filme foca nos fãs, nos vendedores ambulantes, cambistas e policiais no entorno do Estádio Morumbi.

Agende aqui.

Cena do filme Quem Kiss Teve
Imagem do curta “Quem Kiss Teve”. Foto Arquivo TVDO

SOBRE A CINEOP


A 15a edição da CineOP– Mostra de Cinema de Ouro Preto será realizada em ambiente digital, de 3 a 7 de setembro de 2020 no site www.cineop.com.br. A programação está estruturada em três temáticas: preservação, história e educação. O público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir a filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação, participando do programa de formação do evento que vai oferecer oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos.

***

SERVIÇO

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto

3 a 7 de setembro de 2020

Lei Federal de Incentivo

Parceria Cultural: Sesc em Minas e Universidade Federal de Ouro Preto

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultura | Ministério do Turismo Governo Federal

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineOP nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineOP, acompanhar a evolução e notícias do evento, receber conteúdos exclusivos sobre a 15ª edição da CineOP. Canais e endereços:

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #eufaçoaMostra