CINEMATECA PORTUGUESA DEVE IMPLANTAR SISTEMA MODERNO DE DIGITALIZAÇÃO DE ACERVO ATÉ O FIM DO ANO

Discutindo sua atuação na Cinemateca Portuguesa, o diretor de acervo Tiago Baptista fez, no sábado (5/9), uma masterclass sobre uma das mais importantes instituições de patrimônio audiovisual no mundo. Sob mediação dos curadores da Temática Preservação, Ines Aisengart Menezes e José Quental, Batpista falou da importância de uma cinemateca num contexto contemporâneo em que o acesso a filmes é tão facilitado pelas tecnologias digitais formais e informais.

“O espectador pode fazer suas escolhas, sua cinematografia, fazer seu caminho”, comentou Baptista. Diante de um cenário assim, a existência de museus e cinematecas se torna ainda mais fundamental, pois fazem a salvaguarda de memórias, acervos e organizações da história não só do audiovisual, mas de toda uma cultura. “Eles têm função de recordar o passado diante do presente. Não existe nada no presente que seja natural ou inevitável: o passado nos ajuda a perceber que o presente é fruto de escolhas, de opções, de debates”, disse.

Fundada em 1948, a Cinemateca Portuguesa surgiu num cenário de ditadura, em pleno Estado Novo e com propósito de se inserir na máquina de propaganda estatal. Com a Revolução dos Cravos, em 1975, e o fim da ditadura, a instituição seguiu outros caminhos e manteve sua autonomia em relação ao poder político, inclusive através de lei estatutária que mantém sua estabilidade. Tiago Baptista exaltou essa autonomia e lamentou a situação atual da Cinemateca Brasileira, que enfrenta a maior crise de sua história em meio ao esvaziamento promovido pelo atual governo federal.

Com grande participação virtual na transmissão da masterclass, Tiago Baptista respondeu a algumas questões. Muitas delas eram sobre justamente a transição de uma cinemateca para a tecnologia digital. No caso da Cinemateca Portuguesa, há grande preocupação de depositar e transmitir esses novos conteúdos em seus formatos originais.

“Aplicamos o mesmo princípio, ao máximo, que usamos nas películas, mantendo assim os formatos de produção”, explicou. Baptista revelou ainda que, nos últimos anos, a Cinemateca tem buscado aprimorar esse processo. “Até o fim de 2020, teremos um arquivo digital profissional, formado pelo conjunto de um hardware e software que combina armazenamento em disco rídigo e uma biblioteca de suporte de fita magnética”.

SOBRE A 15ª CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

Idealizada e realizada pela Universo Produção em edições anuais e consecutivas, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto é uma mostra audiovisual que estrutura sua programação em três temáticas de atuação: preservação, história e educação. Chega a sua 15ª edição, de 3 a 7 de setembro de 2020, reafirmando o propósito de ser instrumento de reflexão e luta pela salvaguarda do patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo – centra o foco no cinema como patrimônio, na história, memória em interface com o cinema contemporâneo e ações educacionais.

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineOP nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineOP, acompanhar a evolução e notícias do evento, receber conteúdos exclusivos sobre a 15ª edição da CineOP. Canais e endereços:

Na Web: www.cineop.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #eufaçoaMostra

***

SERVIÇO

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto | 3 a 7 de setembro de 2020

Lei  Federal de Incentivo à Cultura

Patrocínio: Petra e Codemge|Governo de Minas Gerais

Parceria Cultural: Sesc em Minas, Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP

Apoio: Café 3 Corações, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Instituto Universo Cultural

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultura | Ministério Do Turismo | Governo Federal

* Sintese da Programação

  • ABERTURA OFICIAL
  • EXIBIÇÃO DE FILMES – LONGAS, MÉDIAS E CURTAS
  • PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS
  • MOSTRINHA
  • MOSTRA VALORES
  • SESSÕES CINE-ESCOLA
  • ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS
  • ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XII FÓRUM DA REDE KINO
  • DEBATES
  • OFICINAS
  • MASTERCLASSES INTERNACIONAIS
  • EXPOSIÇÃO CINEOP 15 ANOS
  • ENCONTROS DE CINEMA | RODAS DE CONVERSA
  • PERFORMANCE AUDIOVISUAL
  • LIVE SHOWS