REFLETINDO A PARTIR DE “SERRAS DA DESORDEM”, CINEASTA CRISTINA AMARAL E EDUCADORA LICINIA CORREA EXALTAM ARTE, EDUCAÇÃO E CULTURA

Na edição deste ano do bate-papo “Um plano de cinema, um plano de aula”, promovido anualmente pela CineOP, o encontro entre a cineasta Cristina Amaral e a educadora Licinia Correa debateram suas experiências de trabalho e de vida a partir de uma sequência do filme “Serras da Desordem” (2006). Dirigido por Andrea Tonacci, o longa teve montagem de Cristina, que escolheu, para o debate, o trecho que alegoriza a passagem das décadas na vida do personagem Carapiru: enquanto o progresso domina e ocupa terras e cidades, o indígena caminha pelo interior do Brasil sobrevivendo ao extermínio de seu povo e de sua própria existência como indivíduo.

Para Cristina Amaral, a escolha desse momento de “Serras da Desordem” reúne o eixo que ela define como marco de civilidade humana. “São três coisas que nos civilizam: educação, cultura e arte. O resto é barbárie”, apontou ela durante a conversa. A montadora e produtora percebe o atual cenário político e social brasileiro como a reunião de tentativas impiedosas de violentar esse tríptico. “São essas três instâncias que nos mantêm, e justamente elas estão nesses instante sob ataque”.

Ao longo do debate, Cristina descreveu o processo de realização do filme e cada sentido das escolhas dela e de Tonacci para que “Serras da Desordem” simbolizasse os rumos anticivilizatórios da elite brasileira. O mediador da conversa, César Guimarães, lamentou que, quase 15 anos após o filme, a situação brasileira piorou ainda mais.

Professora na UFMG, Licinia Correa exaltou o trecho discutido e refletiu sobre o impacto das violências contra os povos originários brasileiros ainda desde a chegada dos portugueses. “O marco histórico do ano de 1500 é falso”, declarou ela, em relação ao momento considerado como “nascimento” do Brasil.

Licina relembrou que o país se desenvolveu sob opressão, violência e extermínio, atos ainda percebidos nos tempos atuais. “Essas ações são circulares e nunca deixaram de acontecer. Os povos indígenas, os povos africanos, eles têm que atravessar essa ideia (imposta) de mundo, de civilização, de ordem e de progresso para se manterem e resistirem de alguma forma, construindo seus próprios modos de ser e estar dentro desse contexto”.

SOBRE A 15ª CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

Idealizada e realizada pela Universo Produção em edições anuais e consecutivas, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto é uma mostra audiovisual que estrutura sua programação em três temáticas de atuação: preservação, história e educação. Chega a sua 15ª edição, de 3 a 7 de setembro de 2020, reafirmando o propósito de ser instrumento de reflexão e luta pela salvaguarda do patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo – centra o foco no cinema como patrimônio, na história, memória em interface com o cinema contemporâneo e ações educacionais.

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineOP nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineOP, acompanhar a evolução e notícias do evento, receber conteúdos exclusivos sobre a 15ª edição da CineOP. Canais e endereços:

Na Web: www.cineop.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #eufaçoaMostra

***

SERVIÇO

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto | 3 a 7 de setembro de 2020

Lei  Federal de Incentivo à Cultura

Patrocínio: Petra e Codemge|Governo de Minas Gerais

Parceria Cultural: Sesc em Minas, Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP

Apoio: Café 3 Corações, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Instituto Universo Cultural

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultura | Ministério Do Turismo | Governo Federal

* Sintese da Programação

  • ABERTURA OFICIAL
  • EXIBIÇÃO DE FILMES – LONGAS, MÉDIAS E CURTAS
  • PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS
  • MOSTRINHA
  • MOSTRA VALORES
  • SESSÕES CINE-ESCOLA
  • ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS
  • ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XII FÓRUM DA REDE KINO
  • DEBATES
  • OFICINAS
  • MASTERCLASSES INTERNACIONAIS
  • EXPOSIÇÃO CINEOP 15 ANOS
  • ENCONTROS DE CINEMA | RODAS DE CONVERSA
  • PERFORMANCE AUDIOVISUAL
  • LIVE SHOWS