FILMES, DEBATES, RODA DE CONVERSA E LIVE SHOW MOVIMENTAM O PENÚLTIMO DIA DA 15ª CINEOP

Participe da intensa programação de domingo, 06 de setembro, pelo site www.cineop.com.br

Domingo, 06 de setembro, é o penúltimo dia da programação da 15a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto. Mas ainda dá tempo de assistir, em qualquer tela e a qualquer hora, no site oficial da CineOP, a extensa e diversificada seleção de filmes do evento. São 103 produções (15 longas, 12 médias e 76 curtas), de 15 estados, distribuídas nas mostras: Contemporânea, Preservação, Histórica, Educação, Mostrinha, Mostra Valores e Cine-Escola.

A programação do dia conta também com debates, apresentação de projetos educativos audiovisuais, uma roda de conversa e uma live show que vai colocar todo mundo para dançar em casa. A intensa programação da 15a CineOP segue até segunda, dia 07 de setembro, pelo site www.cineop.com.br.

Filmes em todas as telas 

Neste domingo, para quem quer ter em formato digital uma experiência de mostra de cinema semelhante ao evento presencial, os destaques da seleção fílmica da equipe curatorial da 15a CineOP trazem pré-estreia, filme para curtir com a família e curtas-metragens da Sessão Cine Praça, entre outras produções.

Na Mostra Contemporânea, tem a pré-estreia do documentário “Banquete Coutinho”, de Josafá Veloso, realizado a partir de um encontro filmado com o diretor Eduardo Coutinho em 2012 e vasto material de arquivo. Já a Mostrinha exibe na Sessão Família o longa-metragem “Para’í”, dirigido por Vinicius Toro, que conta a história de Pará, menina guarani que encontra por acaso um milho guarani tradicional e a sua jornada para cultivar a semente. 

E a Sessão Cine Praça, de curtas da Mostra Contemporânea, apresenta “As Constituintes de 88”, resgatando a memória das 26 mulheres constituintes que conseguiram aprovar emendas importantes para a luta de igualdade de gênero no Brasil. E também produções que trazem como foco narrativas inspiradas na tradição oral de comunidades, nos filmes “Mãtãnãg, a Encantada” e “A Viagem do Seu Arlindo”. E ainda um curta inédito,“Dona Cila, não me espere para o jantar”, feito durante o isolamento social devido à pandemia e que aborda a solidão a partir do diálogo com a ficção científica.

Domingo de debates e roda de conversa

O debate Mídias nas Aldeias, do Encontro de Educação, dá início à programação de discussões da 15a CineOP de domingo, às 10 horas. Participam da mesa, Graciela Guarani (professora e cineasta, PE), Michele Kaiowá (professora e cineasta, MS), Patrícia Ferreira Pará Yxapy (professora e cineasta, RS) e Sophia Pinheiro (cineasta, GO) para discutir o uso dos dispositivos móveis no cotidiano da pandemia para cineastas e educadores e a elaboração de canais de diálogo afetivo em meio ao isolamento social, inclusive nas aldeias Guarani. Este debate tem relação direta com a sessão de médias-metragens do projeto Nhemongueta Kunhã Mbaraete, que consiste na troca de vídeo-cartas entre as professoras e suas experiências pessoais da perspectiva indígena e não-indígena. A mediadora será Clarisse Alvarenga – curadora da Temática Educação |MG.

Às 12 horas, a Temática Histórica, debaterá “Cinema, Televisão e Comunicação Popular”. A discussão abordará a experiência das TVs comunitárias e iniciativas para o cinema importantes na televisão nas últimas décadas, avaliando os desafios políticos para a efetivação do direito à informação e a necessidade de disputa com a mídia tradicional do imaginário do grande público. Participam do debate Luara Dal Chiavon – Brigada de Audiovisual Eduardo Coutinho – MST |SP; Paulo Alcoforado – consultor para empresas da economia criativa, ex-diretor da Ancine e ex-coordenador executivo dos Programas DOCTV no Brasil e no exterior |RJ e Valter Filé – professor e ex-coordenador da TV Maxambomba |RJ. A mediação será de Clarisse Alvarenga – curadora da Temática Educação |MG.

Logo após, às 14 horas, pelo Encontro da Educação, será realizada a Sessão 2 de Projetos Audiovisuais Educativos. Projetos audiovisuais educativos que privilegiam a dimensão afetiva, criativa no tempo da pandemia. Esta segunda sessão conta com projetos dos estados do Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro e terá a mediação de Maria Leopoldina (Dina) Pereira |MG e Teresa Assis Brasil |RS, coordenadoras da Rede Kino. 

Também às 14 horas, será realizada a 3ª Reunião de Trabalho dos Participantes do Encontro Nacional de Arquivos e Membros da ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual. Haverá a apresentação das Resoluções finais do 15º Encontro Nacional de Arquivos e Acervos Audiovisuais Brasileiros, o anúncio do resultado das eleições, a apresentação da nova diretoria e a leitura e apresentação da Carta de Ouro Preto 2020 – documento oficial da Temática Preservação. A coordenação da reunião será de Ines Aisengart Menezes – curadora Temática Preservação |SP; José Quental – curador Temática Preservação |RJ e do(a) Presidente(a) eleito(a) ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual. 

Em seguida, às 16 horas, o Encontro de Arquivos trará o debate “A Atuação dos Arquivos Brasileiros no Mundo Digital”. O cenário digital impôs uma série de mudanças dentro de instituições de patrimônio audiovisual: o escopo de materiais a serem coletados, fluxos de preservação e, sobretudo, na forma de promover o acesso, com ênfase na internet. A pandemia da Covid-19 evidenciou, de forma definitiva, a vulnerabilidade do patrimônio audiovisual brasileiro no mundo digital, tanto para sua difusão quanto para preservação. Quais são as ações de disponibilização de filmes e documentos audiovisuais nas redes? Quais são os requisitos de infraestrutura e corpo técnico, além das implicações legais e éticas para uma difusão mais ampla e de qualidade de conteúdo na internet? Para responder a estas perguntas, participam da discussão Adauto Cândido Soares – coordenador de comunicação e informação da Unesco |DF, Ana Farache – coordenadora do Cinema e da Cinemateca Pernambucana da Fundação Joaquim Nabuco |PE, Carolina Alves – coordenadora do Programa de Arquivos Pessoais do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas |RJ e Felipe Rocha – coordenador de acervo – Museu da Pessoa |SP. A mediação será de Lila Foster – pesquisadora, curadora, preservacionista audiovisual e diretora de relações institucionais da ABPA |DF.

E às 18 horas, o Encontro de Cinema debaterá “Revisão, Reconstituição ou Reapropriação de Filmes Interrompidos ou Perdidos”, ´que conclui a programação reflexiva de domingo. A Roda de Conversa discute os filmes que integram a 15ª Mostra de Cinema de Ouro Preto que fazem a revisão, reconstituição ou reapropriação de imagens de filmes que foram interrompidos ou tiveram boa parte do seu material perdido. Participam do debate Petrus Cariry, diretor do filme “A Jangada de Welles” |CE; Reinaldo Cardenuto, diretor do filme “Acabaram-se os Otários” |RJ e Vitor Graize, diretor do filme “Olho de Gato Perdido” |ES. A mediação será de Camila Vieira – curadora de Curtas da Mostra Contemporânea |CE.

Sesc Cine Live Show

E para terminar animadamente bem o domingo, o Sesc Cine Live Show recebe às 21 horas, o Bloco Pacato Cidadão. Criado em 2017, pelos músicos Guilherme Calke e Gustavo Maguá, o grupo tem como proposta homenagear e difundir a música de Minas Gerais levando em seu repertório os maiores clássicos das bandas Skank, Jota Quest, Tianastácia, Pato Fu e outros grandes nomes da música mineira. O palco da live show gratuita é o Grande Teatro do Sesc Palladium e a apresentação estará disponível para todos através do site do evento www.cineop.com.br e pelo canal do Youtube do Sesc em Minas. 

Sobre a 15a CineOP

________________

A 15a edição da CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto será realizada, totalmente em ambiente digital, de 3 a 7 de setembro de 2020. A programação está estrutura em três temáticas: preservação, história e educação e o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir a filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação participando do programa de formação do evento que vai oferecer oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos. 

***

SERVIÇO

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto | 3 a 7 de setembro de 2020

Lei Federal de Incentivo à Cultura
Patrocínio: Petra e Codemge|Governo de Minas Gerais
Parceria Cultural: Sesc em Minas, Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP
Apoio: Café 3 Corações, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Instituto Universo Cultural
Idealização e realização: Universo Produção
Secretaria Especial de Cultura | Ministério Do Turismo | Governo Federal

Secretaria Especial de Cultura | Ministério do Turismo Governo Federal

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineOP nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineOP, acompanhar a evolução e notícias do evento, receber conteúdos exclusivos sobre a 15ª edição da CineOP. Canais e endereços:

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram@universoproducao

No YoutubeUniverso Produção

No Twitter@universoprod

No Facebookcineop / universoproducao

No LinkedInuniverso-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #eufaçoaMostra