PROJETOS AUDIOVISUAIS EDUCATIVOS TÊM ESPAÇO NA 15ª CINEOP

Atividade integrante da Temática Educação dá visibilidade para ações realizadas por educadores e alunos de todo o país

Na 15a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto, a Temática Educação teve como foco o tema “Telas e Janelas: Tempo de Cuidado, Delicadeza e Contato”. O propósito foi abordar, de um modo particular, a relação das telas e janelas com este tempo que requer cuidado, delicadeza e outras formas de contato. 

Talvez como nunca na história, o cinema tenha estado tão presente nas diferentes telas que circulam em boa parte dos espaços, sejam eles domésticos ou públicos. Da mesma forma, as janelas foram ressignificadas, tornando-se um novo marco de enquadramento por onde se vê o mundo de modo direto, mas à distância, e por onde ainda é possível registrá-lo. 

A partir do tema proposto para o Encontro da Educação deste ano, foram selecionados pelo Comitê Científico da Rede Kino, 12 projetos audiovisuais educativos, de diversas naturezas, dos estados do Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e do Distrito Federal. Ally Colaço|SC, coordenadora da Rede Kino, destaca alguns dos desafios da seleção de projetos audiovisuais educativos desta edição da CineOP. “Acolher a diversidade de olhares e projetos que trabalham o cinema, que em conceito expandido se torna audiovisual, de maneiras diferentes em contextos formais e não-formais de educação. Onde o caráter remoto, imposto pela pandemia, atravessou não só o contexto de produção e execução dos projetos, mas se tornou também o próprio tema dos percursos e experimentos audiovisuais”.

Teresa Assis Brasil|RS, coordenadora da Rede Kino, complementa ressaltando as principais características dos projetos selecionados. “Foram tanto projetos que já existiam antes da pandemia da Covid-19 e tiveram que ser interrompidos ou adaptados ao isolamento social, quanto projetos criados para lidar com o isolamento, buscar formas de criação e encontros possíveis. Projetos de diversas regiões do país, e criados em diferentes espaços, desde projetos criados dentro de escolas, a projetos de universidades ou iniciativas individuais. Projetos bastante diversos, mas que se encontram no audiovisual, na busca por novas conexões, no cuidado, nos encontros”.

Ally Colaço aponta também que “através dos projetos podemos perceber o cinema que expressa a saudade, que denuncia questões ainda não superadas na sociedade como violência doméstica, racismo, homofobia e invisibilidade de classes, que se experimenta enquanto arte, que documenta a vida cotidiana, e que se torna refúgio diante do isolamento social”.

A coordenadora da Rede Kino explica como os projetos audiovisuais educativos, apresentados na 15ª CineOP, podem contribuir para que educadores e estudantes possam superar este período de isolamento social e os desafios do pós-pandemia com delicadeza. “Os projetos apresentados podem inspirar educadores a pensar o cinema como uma linguagem tão importante quanto qualquer outra trabalhada na sala de aula, e a pandemia destacou isso com muita força. E contribui pra a reflexão de que o cinema merece importância dentro e fora da sala de aula, como conteúdo, técnica, linguagem e história. Sendo uma oportunidade de fruição, com os cineclubes, mas também de produção do conhecimento, para além da escrita e leitura. 

Para Teresa Assis Brasil, “são projetos essenciais para esse momento em que somos mediados por telas, em que há uma infinidade de imagens produzidas, e que se faz cada vez mais necessária essa mediação, essa busca de outros olhares e encontros”. 

A educadora salienta a importância da troca de experiências proporcionada, mesmo que remotamente, durante a 15a CineOP. “O momento das apresentações, do debate, do encontro entre os educadores é essencial, por diminuir a sensação de solidão e isolamento, e proporcionar reflexão tanto para os educadores que apresentaram os trabalhos, quanto para quem assiste, que poderá ver as diversas possibilidades de criação audiovisual e cuidado que esse tipo de projeto propicia”.

Projetos Audiovisuais Educativos

Um dos projetos apresentados foi o “Rodas de Conversas: Reflexões Contemporâneas e Afetos em Tempos de Crise”, desenvolvido pelo educador Sergio Alkmim | MG, da Funec Cruzeiro do Sul, Contagem|MG (Ensino Médio).

Esta é a segunda vez que Sérgio participa da CineOP. Em 2019, ele apresentou o projeto “10 anos sem Eloá: a sociedade de costas para o território da violência”, uma releitura do documentário “Quem Matou Eloá”, da diretora Lívia Perez, desenvolvido com estudantes dos últimos anos do Ensino Fundamental da E.M. Maria do Amparo, em Contagem|MG.

Para ele, a experiência de apresentar o projeto educativo em ambiente digital, foi “singular, mas necessária nesses tempos. Claro que queria estar em Ouro Preto, com sua atmosfera incomparável e inspiradora. Porém, a realização da 15ª CineOP em ambiente digital foi fundamental, principalmente, nesse momento de retrocesso e de desmonte do cinema nacional. É um ato de resistência e importantíssimo tanto para o cinema como para a educação pública. A CineOP cumpre a missão de valorizar a educação, principalmente a relação entre educação e cinema, e de nos colocar em cena, quando na maior parte do tempo somos invisibilizados”.

Sergio afirma que “apresentar na CineOP um projeto educacional desenvolvido na Fundação de Ensino de Contagem, a Funec Cruzeiro do Sul, construído entre estudantes e professores(as) é o reconhecimento de uma proposta coletiva, na qual jovens estudantes são protagonistas e sujeitos de direitos. É uma honra representar uma iniciativa que tem como concepção educacional a construção de uma educação pública humanista, democrática, transformadora e com motivações de empatia, de afeto semeados diariamente na convivência do ambiente escolar”. 

Outro projeto audiovisual educativo apresentado foi “Experimentando Cinema num Lugar-Escola: a partir de Fragmentos (de filmes) de Brasil e China em Transformação”, desenvolvido por Katharine Diniz |SP, na Unicamp |SP. 

Em 2017 e 2018, Katharine participou da CineOP e atuou na organização da Mostra Educação e do Fórum da Rede Kino, por ser uma das coordenadoras entidade. Neste ano, além de apresentar o projeto audiovisual educativo, a educadora também teve um filme selecionado para a Mostra Educação e foi uma das pessoas entrevistadas pela TV UFOP na série Educar, exibida na Mostra Valores

Para Katharine, além das possíveis dificuldades técnicas de uma apresentação remota, a interação com o público é outro desafio imposto pelo ambiente virtual, pois “o grande propósito desse encontro é conhecer mais estudantes, educadores, pesquisadores e artistas para parcerias futuras”. 

A educadora afirma que eventos como a CineOP, são muito interessantes para “mobilizarmos reflexões, questionamentos e ações que atravessem encontros entre cinema e educação e, principalmente, para conhecermos pessoas e projetos que possam ser nossos parceiros nesse sentido”.

Daniele Grazinoli |RJ, integrante do comitê responsável pela seleção dos Projetos Audiovisuais Educativos, salienta que “uma característica dos encontros entre cinema e educação é a possibilidade de imaginar sempre um fazer diferente para além do que foi instituído como verdade linear e absoluta. Uma imaginação que é consequência de um pensamento reflexivo e sensível, que insiste em sacudir as evidências”.

Sobre a 15a CineOP

A 15a edição da CineOP– Mostra de Cinema de Ouro Preto será realizada, totalmente em ambiente digital, de 3 a 7 de setembro de 2020. A programação está estrutura em três temáticas: preservação, história e educação e o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir a filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação participando do programa de formação do evento que vai oferecer oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos. 

***

SERVIÇO

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto | 3 a 7 de setembro de 2020

Lei Federal de Incentivo à Cultura
Patrocínio: Petra e Codemge|Governo de Minas Gerais
Parceria Cultural: Sesc em Minas, Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP
Apoio: Café 3 Corações, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Instituto Universo Cultural
Idealização e realização: Universo Produção
Secretaria Especial de Cultura | Ministério Do Turismo | Governo Federal

Secretaria Especial de Cultura | Ministério do Turismo Governo Federal

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineOP nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineOP, acompanhar a evolução e notícias do evento, receber conteúdos exclusivos sobre a 15ª edição da CineOP. Canais e endereços:

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram@universoproducao

No YoutubeUniverso Produção

No Twitter@universoprod

No Facebookcineop / universoproducao

No LinkedInuniverso-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #eufaçoaMostra