TRAJETÓRIA DA TVDO É RELEMBRADA EM DIVERTIDO BATE-PAPO COM OS EX-MEMBROS

Em um bate-papo divertido e cheio de lembranças, Ney Marcondes, Paulo Priolli, Pedro Vieira, Tadeu Jungle (que esteve no debate inaugural da 15ª CineOP) e Walter Silveira, relembraram o papel fundamental da TVDO na década de 1980. Falaram também sobre como a atuação dentro e fora da televisão foi efervescente e importante para o período no qual existiram. É a primeira vez que os cinco integrantes aparecem juntos em uma foto.

A história começou na exposição Multimédia Internacional, uma mostra dedicada aos meios eletrônicos organizada por Walter Zanini em 1979. Os integrantes eram estudantes na época e tinham em comum o propósito de penetrar na televisão brasileira e criar narrativas que fugissem do tradicional. “A gente era um grupo que estava muito sintonizado entre nós e com tudo que estava acontecendo no mundo naquele momento. Tínhamos o objetivo de mudar a televisão que não nos satisfazia”, destacou o jornalista multimeios Paulo Priolli.

Assista ao filme Avesso Festa de Baile, de Tadeu Jungle aqui.

A partir disso, começaram a realizar uma série de vídeos e programas de televisão para questionar o discurso hegemônico existente até então, questionar a televisão e o que ela viria a ser. Para colocar esse pensamento em prática se debruçaram sobre três princípios que ditaram a produção da TVDO do início ao fim.

O primeiro era o modo de produção coletivo. “Todos tinham a mesma importância e faziam tudo, equipe técnica e equipe produtiva”, relembra Ney Marcondes, diretor e roteirista de TV. O segundo princípio era o da câmera como personagem. Ela ia em busca da ação, era autônoma, se inserindo no contexto de filmagem. Era tão importante como o apresentador, o repórter e o diretor. Por último, a integração TV-evento. Ou seja, a câmera que por si só criava um ambiente. “A gente não transmitia uma cena, nós interagimos com a cena. Desse conflito nascia o que não sabíamos o que seria e essa era a graça”, contou Ney. 

Veja aqui outros filmes da TVDO na 15ª CineOP.

O auge da TVDO foi a entrada no programa Mocidade Independente, apresentado por Nelson Motta. O argumento para fazer parte foi “Se você quer fazer um programa para jovem, não bastar ter uma atração jovem, você tem que ter uma televisão jovem”. Assim, começaram a produção de vídeos e programas de televisão que exploravam a linguagem poética e as artes.

“A perspectiva da TVDO era a de transformar a televisão. Não tínhamos preconceito contra ela, mas acreditávamos na TV como uma ferramenta de transformação e queríamos falar para muita gente”, destacou Tadeu Jungle, roteirista e diretor de cinema. Prova disso é que alguns dos grandes ídolos dos integrantes da TVDO eram: Godard, Vertov, Glauber Rocha e Chacrinha. Nomes completamente diferentes que podem ajudar a resumir a essência do que foi a TVDO e o legado que deixou. 

Nos 70 anos da TV brasileira, é importante destacar o vanguardismo da produtora experimental e as suas marcas. “Parece que a gente já antevia que as telas seriam todas uma só. Tanto é que um dos nossos motes era: Cinema e/ou TV, tudo conforme a tela que se vê”, frisou Jungle. 

Em resumo, foi um bate-papo cheio de saudosismo, casos engraçados, como o dia que colocaram uma mulher vestida de pato distribuindo frango assado em uma vídeo instalação, e histórias de bastidores. O recado final foi de Paulo Priolli para os jovens. “Vai olhar as coisas que foram feitas no Brasil, porque foi muita coisa. Aprenda um pouco e com humildade para criar um futuro. Vai assistir Glauber Rocha, ouvir músicas das décadas passadas para depois produzir cinema e televisão”.

Confira o bate-papo completo a seguir.

Encontros de cinema – O percurso da TVDO

***

SERVIÇO

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto | 3 a 7 de setembro de 2020

Lei Federal de Incentivo à Cultura
Patrocínio: Petra e Codemge|Governo de Minas Gerais
Parceria Cultural: Sesc em Minas, Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP
Apoio: Café 3 Corações, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Instituto Universo Cultural
Idealização e realização: Universo Produção
Secretaria Especial de Cultura | Ministério Do Turismo | Governo Federal

Secretaria Especial de Cultura | Ministério do Turismo Governo Federal

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineOP nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineOP, acompanhar a evolução e notícias do evento, receber conteúdos exclusivos sobre a 15ª edição da CineOP. Canais e endereços:

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram@universoproducao

No YoutubeUniverso Produção

No Twitter@universoprod

No Facebookcineop / universoproducao

No LinkedInuniverso-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #eufaçoaMostra