Graveola e o Lixo Polifônico é hoje apenas Graveola, mas permanece sendo uma espécie de laboratório artístico coletivo que mistura gêneros, instrumentos e arranjos sob a influência de artistas da música popular brasileira, como Caetano Veloso, Tom Zé, Gilberto Gil, Novos Baianos e Clube da Esquina.

Em vias de lançar seu novo disco – In Silence – a banda apresenta uma nova faceta aos que já acompanham seu trabalho. Se antes o grupo fazia jus ao disco “Eu preciso de um liquidificador” – misturando todo tipo de sonoridade -, no novo show a aposta é no respiro do silêncio, na singeleza de canções profundas, escancarando a maturidade sonora do grupo.

 

Acesse aqui o Link direto para doações para o programa Mesa Brasil Sesc | 15ª CineOP