Processos de formação por novos realizadores

Curtas Mostra Contemporânea | TV Ufop – Sessão 1

A Mostra de Cinema de Ouro Preto – CineOP conta mais uma vez com a parceria da TV Ufop, que exibirá em sua grade de programação duas sessões de curtas-metragens realizados em universidades e escolas de formação de cinema e audiovisual. Nesta edição, foram contempladas oito realizações de diferentes estados do Brasil, como Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

A primeira sessão abre com o documentário Eu Sou da Lyra, de Beatriz Lira, feitoem parceria com a Faculdade Integrada Hélio Alonso (Facha). Com arquivos de família, a diretora recupera a história de sua avó Celina Lyra. Da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pot-Pourri é a criação coletiva de Leonardo da Rosa, GianlucaCozza, André Berzagui e Guilherme Tusset, a partir de canções que embalam memórias de uma senhora que acaba de completar 70 anos. Realizada no curso de Audiovisual do Senac, a ficção A Luz Incidiu sobre Nós Como a Pálida Noite, de Lucca Giradi, aprofunda o conflito entre duas irmãsque lidam com a morte e com o trauma.


Curtas Mostra Contemporânea | TV Ufop – Sessão 2

A saudade do irmão mais velho e vestígios de memórias em fotografias, VHS e textos compõem a produção do Centro Universitário UNA, Doze, de Clara Tempone, que abre a segunda sessão da TV Ufop. Realizado no curso de Realização de Audiovisual do Centro Cultural do Bom Jardim, em Fortaleza, Bizu é um ensaio de Dan Jonathan, Gil Sousa e Pedro Higor, que refletem sobre as imagens que vemos, o que está no entorno delas e a complexidade social que as atravessa. Da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), Reduto, de Michel Santos, aborda as consequências das ações do agronegócio na cidade de Luís Eduardo Magalhães, extremo oeste da Bahia.

No Instituto Federal de Goiás, Viviane Goulart apresentao documentário Presente de Casamento, que narra a história de um homem e uma mulher que se conhecem, namoram, casam e compartilham lembranças por meio de fotografias e vídeos antigos. A sessão encerra com Visões de Copacabana –Uma Breve Trilogia do Acaso, de Rita Brás, realizado na Fundação Getúlio Vargas (FVG). Durante o isolamento social, a realizadora pensa a situação atual do Brasil em suas vivências como portuguesa que mora e estuda no Brasil.

Curtas Mostra Contemporânea | TV Ufop – Sessão 2

Texto:
Camila Vieira
Curadora