PRECIOSIDADES DA PRESERVAÇÃO

Este ano, a Mostra da Temática Preservação apresenta filmes relacionados a alguns debates da 16ª CineOP: obras geradas em vídeo magnético, filme restaurado e filmes não contemporâneos digitalizados a partir de película. Ao todo teremos nove obras na Mostra deste ano. Em primeiro lugar, o clássico O País de São Saruê, de Vladimir Carvalho, de 1971. O filme, que carrega ainda questões urgentes de nossa sociedade, será apresentado em sua versão restaurada fotoquimicamente ao final da década de 1990 pelo Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro (CPCB). Serão apresentadas ainda obras selecionadas por participantes de algumas das discussões que compõem o Encontro Nacional de Arquivos: a Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro apresenta três episódios do programa televisivo Revista do Cinema Brasileiro, com destaque para os temas da Comemoração do Dia Internacional da Mulher, com entrevistas de muitas diretoras, produtoras e atrizes do cinema brasileiro, e da comemoração dos 45 anos da Cinemateca do MAM (que em 2020 completou 65 anos). Por sua vez, o Arquivo Nacional apresenta um documentário biográfico sobre Marechal Cândido Rondon e uma edição do cinejornal Revista da Tela, que destaca a inauguração de melhoramentos do Cine Arte UFF, importante cinema da cidade de Niterói, administrado pela Universidade Federal Fluminense. Na Mostra está também o documentário de 1993 de Ozualdo R. Candeias sobre a Cinemateca Brasileira. Realizado em vídeo, é uma obra singular e importante que registra um momento crucial da história daquela instituição e que nos ajuda a pensar e colocar em perspectiva os desafios enfrentados atualmente. Dois outros filmes completam a Mostra Preservação neste ano: uma compilação de registros do acervo do instrumentista, compositor e pesquisador Djalma Corrêa e o documentário Circo Voador –aNave, a partir de indicação do Acervo Circo Voador. Ambos acervos foram tratados e disponibilizados ao público.

Ines Aisengart Menezes
José Quental
Curadores